baianás parece cinema

29060040_1764869916867894_3216271442852598372_o
29060040_1764869916867894_3216271442852598372_o

press to zoom

press to zoom
29060040_1764869916867894_3216271442852598372_o
29060040_1764869916867894_3216271442852598372_o

press to zoom
1/2

​​O CD "baianás, parece cinema" é o resultado da pesquisa realizada por Renata Mattar no Estado de Alagoas, especialmente na cidade de Coqueiro Seco, onde a musicista deparou-se com o folguedo denominado Baianá.

Apresentando três estilos (abaianado, tombo e marcha), o Baianá apresenta uma linguagem bastante peculiar, com ritmo muito forte e contagiante, melodias de grande beleza e elaboração, além de letras com um conteúdo impressionante, tanto pelo lirismo como pelo seu diálogo com o "lisérgico" e com o "absurdo".

Com uma batida surpreendente, o Baianá apresenta uma força ancestral.

Renata Mattar - voz, pesquisa e direção geral

Telma César - voz

Nina Blauth - voz e percussão

Talita Del Collado - voz e percussão

Gustavo Finkler - arranjos, violões

Roberto Guluga - baixo

Gustavo Souza - percussão

Renato Farias - tronmbone

Luiz Claudio faria - trompete  

ouça:

abc

capital do rio

a pisada é essa